top of page

A Galeria de Arte D. Pedro, localizada no Porto, está atualmente exibindo a exposição "Tributo a Carlos Inácio"

Na última noite, a elegante Galeria de Arte D. Pedro, no coração vibrante do Porto, foi o epicentro de uma celebração artística inigualável. A ocasião foi marcada pelo emocionante tributo a Carlos Inácio, uma mostra esplendidamente organizada pelo renomado artista António Dias. Este evento não foi apenas uma exposição, mas uma verdadeira congregação de criatividade e camaradagem.

A atmosfera estava eletrizante, com uma multidão composta por diversos artistas, amigos e entusiastas da arte, todos reunidos para homenagear a rica trajetória de Carlos Inácio. As paredes da galeria vibravam com as cores e formas das obras expostas, cada peça contando uma história, cada pincelada refletindo a alma do homenageado.

António Dias, com sua visão única e habilidade magistral, conseguiu capturar a essência do legado de Inácio, transformando a galeria em um santuário de arte contemporânea. Os visitantes foram transportados por uma jornada sensorial, onde cada obra evocava memórias e emoções profundas, celebrando não apenas a arte em si, mas também a influência duradoura de Inácio no cenário artístico local.

A noite foi coroada por discursos emocionantes e brindes, onde se destacava a fala de António Dias, que expressou sua gratidão por ter a oportunidade de organizar tal tributo. “Este é um momento de celebração, não apenas da arte de Carlos Inácio, mas da inspiração que ele continua a oferecer a todos nós,” disse Dias, emocionando a audiência.




A exposição “Tributo a Carlos Inácio” na Galeria D. Pedro continuará aberta ao público, convidando todos a mergulhar na profundidade da arte e a refletir sobre a sua capacidade de transcender o tempo e conectar almas. Sem dúvida, uma visita imperdível para qualquer amante da arte que se encontra no Porto.

Serviço:

  • Local: Galeria de Arte D. Pedro, Rua da Torrinha, 264, Porto

  • Horário: Segunda a sábado, das 11h às 19h

  • Exposição: Tributo a Carlos Inácio por António Dias

A arte, mais uma vez, mostrou-se uma linguagem universal, unindo corações e mentes numa celebração coletiva de beleza e emoção.


26 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page