top of page

// 𝐂𝐮𝐫𝐚𝐝𝐨𝐫𝐚 𝐑𝐨𝐬𝐚̂𝐧𝐠𝐞𝐥𝐚 𝐒𝐨𝐮𝐳𝐚 𝐯𝐢𝐬𝐢𝐭𝐚 𝐜𝐚𝐬𝐭𝐞𝐥𝐨

Atualizado: há 5 dias

"LusArt traz renomados fotógrafos internacionais ao concelho."




LusArte II - Da consciência social à consciência ambiental - Exposição de Fotografia.

A colaboração de cada artista não apenas enriqueceu a exposição, mas também fortaleceu a mensagem que buscamos transmitir aos visitantes do Castelo Porto de Mós. O impacto de suas obras é evidente, e como curadora, sinto-me profundamente grata por ter tido a oportunidade de trabalhar com talentos tão excepcionais. Que o sucesso desta exposição vá além das paredes do castelo, inspirando mudanças positivas na percepção e ação em relação às questões ambientais e sociais abordadas. Muito obrigada a todos pela dedicação, criatividade e contribuição única para tornar a LusArt uma experiência inesquecível e significativa.







Após o êxito da primeira edição em 2022, o Castelo de Porto de Mós recebe novamente uma exposição fotográfica composta por obras de diversos artistas internacionais - a LusArt II - que estará em exibição até o próximo dia 19 de novembro.

"A escolha do Castelo de Porto de Mós para a realização desta nova edição está, antes de tudo, relacionada ao sucesso da primeira. Além disso, o Castelo continua a ser um espaço inspirador", afirmou a Câmara Municipal de Porto de Mós em comunicado, promotora do evento. A declaração destaca ainda as palavras do artista brasileiro Cristiano Chaussard, participante da LusArt II, que descreve o monumento como "um espaço de realidade mista, onde, através da realidade virtual, qualquer apreciador de arte e história pode realizar uma visita que permite explorar o patrimônio em harmonia com obras de arte contemporâneas."







A LusArt II é, em grande parte, uma exposição experimental centrada na fotografia com uma função social, atribuindo especial importância a um mundo em constante mudança que precisa ser preservado para evitar que o Antropoceno se torne uma era irreversivelmente trágica, conforme destaca o comunicado do Município.








A edição de 2023, iniciada em 21 de setembro, inclui os fotógrafos brasileiros Du Zuppani, Jamir Dobkowski, Tadeu Fischer, Luís de Castro, Alexandre Malta e Cristiano Chaussard. A temática de seus trabalhos revela fascínio e preocupação por questões ambientais e sociais, revisitando lugares de valor estético e simbólico marcante. A coordenação está a cargo de Jorge Figueiredo, a curadoria é de Rosangela Herbert, a organização e montagem são realizadas pela dupla Neuza Cordeiro e Sónia Morgado, e a conceção gráfica é responsabilidade de Norberto Afonso.






A visita à exposição, intitulada "Da consciência ambiental à consciência social", tem um custo de 1,70 euros para adultos, 0,85 euros para maiores de 65 anos ou menores de 25, e é totalmente gratuita para crianças com menos de 6 anos de idade.











No âmbito da exposição de fotografia LusArt II, o Castelo recebeu a visita de Rosângela Souza, curadora da exposição, e dos fotógrafos Luís de Castro, Tadeu Fischer e Alexandre Malta. Os autores apresentaram os seus trabalhos e partilharam, ainda, alguns detalhes sobre os seus processos criativos, inspirações e experiências.








Foi também exibida a versão virtual da exposição, desenvolvida por Cristiano Chaussard, um dos participantes da exposição, que pode encontrar em www.municipio-portodemos.pt



Dentro deste contexto, tivemos o privilégio de destacar o trabalho de Cristiano Chuassard, que não apenas encanta com suas belas obras, mas também por meio do "Metaverso", uma abordagem única que nos permite vivenciar a exposição dentro desse ambiente metafórico. Cristiano Chuassard, por meio de suas expressivas criações artísticas, proporciona uma experiência inovadora ao público, transportando-o para um universo onde a interseção entre o real e o imaginário se torna palpável. O "Metaverso" oferece uma oportunidade única para os visitantes mergulharem nas mensagens ambientais e sociais transmitidas pela exposição LusArt, transformando a apreciação artística em uma imersão envolvente.









O trabalho de Cristiano Chuassard não apenas enriquece a exposição, mas também redefine a maneira como percebemos e interagimos com a arte, conectando-nos de maneira mais profunda com as temáticas da consciência ambiental a consciência social abordadas. É uma experiência que transcende as fronteiras convencionais da arte, proporcionando um diálogo envolvente entre o espectador, o artista e o contexto da exposição.










40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page